" MINHAS REFLEXÕES "

" A melhor Penitência é a Paciência (Bíblico) "

Textos

ESTE É MEU MUNDO (Jesus Cristo)
     Vinha o Jorge praquejando, puto da vida, dizendo coisas do arco da velha. De repente aparece, não se sabe de onde, aquele jovem, vestido como qualquer jovem da época e interrompe o Jorge dizendo :
     - Ei, filho ! Por que esta cara tão feia, reclamando da vida desse jeito?
     Jorge fica meio espantado e tremendo de medo com aquela aparição, pois no sistema em que vivia, coisas que acabavam de sair de sua boca era cadeia da grossa. Aquela altura dos acontecimentos, jurava Jorge que o lugar estava com público a milhões de quilômetros de distâncias.
     Passando o susto, fala Jorge, após se certificar que o jovem ao seu lado não tinha nada de cana para ele.
     -Olha, meu amigo, veja se eu não estou com a razão ? Na empresa em que trabalho, como em tantas outras ou outros setores, há sempre lutas e diferenças absurdas referentes a salários. Será possível que todos não possam ganhar igual ou ter uma diferença mínima de um para o outro ? Será que o homem tem sempre que distinguir a inteligência  e procurar meios de um beneficiar-se  da falta desta em outro ? Mesmo que a falta de inteligência seja em decorrência  de origem ? Está vendo logo, meu chapa, que esse mundo está todo errado ? Poxa ! seja qual for o sistema, tem sempre uma classe privilegiada ? Até parece que a humanidade está entregue às baratas !
     Cala-se o Jorge e o jovem ouvinte olha-o bem próximo e diz :
     - Olha, amiguinho, eu sou o "CRISTO" e hoje que vim consertar o mundo, mas isso vai depender de você. Olha bem que eu vou mostrar-lhe como a humanidade deve ficar para não haver este e muitos trilhões de erros que existem. Caso tu concordes, "assim será", se tu não não concordardes,  "assim continuará".
     Fez com que Jorge adormecesse e o levou ao novo mundo. Um mundo sem guerras, sem mortes, ninguém se lembrava do passado, não havia preocupação com o presente e tampouco com o futuro. Era como se fossem robôs, não havia alegria para não haver tristeza; não havia riso para não haver choro; não havia rico nem pobre; homens não sabiam que eram humanos; as mulheres também não sabiam que eram mulheres; crianças não nasciam, mas também não morriam ; ninguém se movia, era como se fossem estátuas.
     Jorge saiu à procura de alguém para conversar e perguntar alguma coisa.
     Tudo era silêncio, não se ouvia nem um ruído. Jorge sentiu-se só e com medo, então começou a gritar :
     - Ei ! tem alguém aqui ? Ei ! tem alguém aqui ?
     Mas só ele recebeu a mensagem do cérebro, pois percebeu que nem ar existia as palavras eram ditas de si para si.
     Começou a soluçar e ajoelhou-se dizendo :
     - Meu Deus ! Eu estou maluco ! Desse jeito quem vai se lembrar de Cristo ? Quem vai rezar por TI ? Quem vai ser chamado de papai e de mamãe ? Quem vai chorar de alegria por ver seu filhinho nascer, mesmo que outro, naquele momento, chore de dor pela perda do pequenino que se foi ? Quem vai distinguir o mal e o bem ? Como TU, oh meu DEUS, vais construir outro mundo se neste os homens não se procuram e não se entendem ? Se é através da morte material que TU, meu DEUS, constrói outra vida. E além de tudo, nós homens queremos nos redimir dessas nossas desobediências e de termos matado tão covardemente TEU FILHO ?
    Nesse momento aproxima-se de Jorge uma luz. e através da luz Jorge sente alguém tocar-lhe o ombro e uma voz dizer-lhe :
     - Sabes agora o motivo do mundo ser como é ? Pois, o mundo tem que ser de seres vivos. Vida é seguência.
     E quando Jorge ia falar soa-lhe ao ouvido: " Jorge ... Jorge ... Jorge...acorde, está no horário de ir trabalhar ".
     - " Êta preguiça do inferno " ! Era a mulher dele que continuou dizendo :
     - Dorme parecendo um cavalo e fica a noite toda dizendo uma porção de besteiras, parecendo que está maluco.
     - Você precisa rezar, Jorge. Reza, homem... reza...
Espirito Santo
Enviado por Espirito Santo em 17/09/2010
Alterado em 07/12/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras